Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Homem, de 26 a 35 anos
MSN - blogdofelipe@hotmail.com


.: Arquivos :.

- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 22/03/2009 a 28/03/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 01/02/2009 a 07/02/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 11/01/2009 a 17/01/2009
- 04/01/2009 a 10/01/2009
- 28/12/2008 a 03/01/2009
- 07/12/2008 a 13/12/2008
- 02/11/2008 a 08/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 12/10/2008 a 18/10/2008
- 05/10/2008 a 11/10/2008
- 28/09/2008 a 04/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 14/09/2008 a 20/09/2008
- 07/09/2008 a 13/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 24/08/2008 a 30/08/2008
- 17/08/2008 a 23/08/2008
- 10/08/2008 a 16/08/2008
- 03/08/2008 a 09/08/2008
- 27/07/2008 a 02/08/2008
- 20/07/2008 a 26/07/2008
- 13/07/2008 a 19/07/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 08/06/2008 a 14/06/2008
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 18/05/2008 a 24/05/2008
- 11/05/2008 a 17/05/2008
- 04/05/2008 a 10/05/2008
- 27/04/2008 a 03/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 06/04/2008 a 12/04/2008
- 30/03/2008 a 05/04/2008
- 23/03/2008 a 29/03/2008
- 16/03/2008 a 22/03/2008
- 09/03/2008 a 15/03/2008
- 02/03/2008 a 08/03/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 17/02/2008 a 23/02/2008
- 10/02/2008 a 16/02/2008



.: Outros sites :.

- Box do Bi
- Man in the box
- Mesa pra três
- O homem moderno
- Simples Retalhos
- Metendo o Betelho
- Casa dos Trinta
- Blog do Renan
- Blog da poetinha
- Blog do Flavitcho
- casa dois


.: Votação :.

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


.: Visitantes :.

.: Créditos :.

Dream Melody Layouts
template by cecis




APENAS MAIS UMA DE AMOR

 

-         Não acredito em mais nada.

Foi com essa frase que Priscila encerrou mais uma vez sua conversa com Vado.

Priscila aprendeu tarde que embora a gente tente, fazer alguém mudar o seu comportamento é muito difícil.

Priscila acreditava em Vado, mas não sabia até onde podia chegar.

Vado, por sua vez, gostava de Priscila, mas não conseguia abrir mão de sua escapadas, para ele as coisas eram bem resolvidas: tenho uma mulher para amar e outras para trepar.

E Priscila parecia ou fingia não perceber as escapadas. Mas algo a incomodava.  E o que a incomodava não eram as reiteradas traições, mas a falta de amor e respeito.

E essa falta de respeito estava associada á falta de carinho, de confiança e de tantas outras coisas. E ela tinha medo que amor tivesse acabado, afinal pode-se perdoar qualquer coisa, menos falta de amor.

Vado entendia que Priscila era a mulher certa. Mas entendia também que existiam tantas outras... E o que fazer?

Ele era da geração que cresceu vendo bunda na televisão, que aprendeu que fazer sexo com todo mundo é ser livre e que homem que é homem não é fiel. Ao mesmo tempo  que não queria pensar assim,  ao ver um rabo de saia se esquecia de tudo e principalmente de Priscila.

Era mais forte que ele, não havia o que fazer. Priscila tentou evitar de todas as maneiras uma separação. Era carente e acreditava que uma mulher na sua idade não podia se dar ao luxo de ficar solteira, e que embora as escapadas fossem reiteradas, era melhor alguém que trai do que não ter ninguém.

Nada adiantou. Numa dessas escapadas Vado conheceu Marluce, mulher bonita, atraente e muito, muito sexual, como ele gostava. Deixou de ser uma aventura e passou a ser um caso. Deixou de ser um caso e passou a ser paixão. Vado, finalmente entendeu que amava aquela mulher e não Priscila.

Parou com as escapadas, não jogava mais futebol as quintas feiras com os amigos, não saia,  só queria estar com Marluce.

Terminou com Priscila e contou tudo. Não porque era digno, mas porque sua felicidade era tanta que não a queria esconder de ninguém, nem dela própria.

 

 

 



- Enviado por: Felipe às 11h44
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________




VIDA PRIVADA

 

Na página inicial do UOL de hoje há uma enquete: Manter um blog pessoal é excesso de exposição? Pelo que vi na votação, o sim está ganhando com 64%.

 

E por isso me questiono: o que será excesso de exposição hoje? Não sei, acredito que excesso de exposição é você postar fotos cortando cabelo, comprando carro novo, comendo em determinado restaurante da moda,  foto sem roupa e, tirando os famosos, muito pouca gente faz isso, porque não despertaria interesse.

 

Engraçado esse negócio de superexposição. Eu jamais participaria de qualquer coisa que eu tivesse que me expor além daquilo que permito. Não gostaria que me vissem dormindo, comendo, tomando banho, falando sozinho, isso são coisas minhas e somente quem eu permito que saiba vai assistir tais cenas.

 

Mas a exposição hoje está ligada a necessidade da fama e da aceitação. Ninguém hoje quer ser criticado. Já li várias vezes que famosos ligam para as revistas quando a “notinha” publicada não é verdadeira. Mas já reparou que ninguém liga quando ganha capa ou é elogiado?

 

Comigo também é assim. Nos importamos  sim com  as críticas, não que deixemos de fazer algo em virtude delas, mas que incomodam, incomodam. Se alguém fala que não vai com a tua cara, você no fundo se questiona o porque...afinal, você é tão legal, não fez nada para aquela pessoa e por aí vai.....

 

E a exposição nada mais é do que isso. Quando você se expõe, está suscetível a todas as críticas. Isso que estou escrevendo aqui será lido por algumas pessoas e cada um achará o que quiser. De certa forma embora não esteja expondo meu corpo, minha identidade, estou expondo as minhas idéias, os meus conceitos e isso é até mais íntimo do que se eu postasse uma foto minha. Porque a aparência a gente muda, mas as nossas idéias e ideais ficam.

 

Portanto, acredito que de uma forma ou de outra a gente se expõe .Uns mais, outros menos, mas expostos ficamos todos. E o preço a gente tem que aceitar pagar. Caso contrário, tranque-se  numa bolha e mesmo assim ainda alguém vai te criticar, porque infinito particular, só  o nome do CD da Marisa Monte e só.



- Enviado por: Felipe às 09h05
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________




EPITÁFIO

 

A idéia de morte tem me angustiado nos últimos dias. Medo,  talvez, em virtude de alguns problemas de saúde na família.

Mas morte é um assunto que me aflige e com o qual não sei lidar direito. Não sei dizer nada quando sei que alguém morreu. Fico triste, quieto. Já disse em um post anterior que tenho dificuldade para lidar com algumas coisas e morte é uma delas. Perda, morte, ausência, para mim são sinônimos e por isso difíceis de compreender.

 

Desde pequeno aprendi a lidar com a morte. Sou filho único de minha mãe de coração. Meu pai faleceu cedo e não tenho mais nenhum avô ou avó  vivos. E tudo isso em poucos anos, apreendendo a lidar na marra com essas perdas.

 

Mas ultimamente tenho ficado com  medo de morrer. Violência demais, doença demais, e aquela sensação de fragilidade mesmo. Sair para uma festa, uma baladinha e tomar um tiro. Essa sensação tem me assustado muito.

 

Não pela morte em si, mas pelo medo de sofrer. Já conversei sobre isso com várias pessoas e o medo parece o mesmo. Sofrimento.

 

Não gosto de atos extremados, por isso tenho repulsa ao suicídio. Muitos dizem que o suicida é covarde. Eu acho que é corajoso demais. Só muita coragem para tirar a própria vida e passar a não ver mais um por do sol, ouvir a voz de quem se ama, dormir, comer e aproveitar tudo que a vida tem de bom.

 

A vida tem passado rápida demais... fico imaginando como será quando eu tiver 80 anos (se eu conseguir) e ter a certeza de que se está cada dia mais perto do fim ....

 

Hoje isso ainda me parece muito distante e, por isso, nesse hiato que separa a gente da morte, quero mais é aproveitar tudo o que tenho direito. E entender que quando eu sair daqui, que seja somente porque o texto se esgotou e o teatro esvaziou. Não quero dar adeus em cena aberta, quero ir embora quando as cortinas já tiverem sido baixadas e o meu cansaço me impedir de levantar.  Aí sim é chegada hora. Qualquer interrupção brusca do meu espetáculo antes disso é feita sem a minha total concordância.



- Enviado por: Felipe às 11h48
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________