Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Homem, de 26 a 35 anos
MSN - blogdofelipe@hotmail.com


.: Arquivos :.

- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 22/03/2009 a 28/03/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 01/02/2009 a 07/02/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 11/01/2009 a 17/01/2009
- 04/01/2009 a 10/01/2009
- 28/12/2008 a 03/01/2009
- 07/12/2008 a 13/12/2008
- 02/11/2008 a 08/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 12/10/2008 a 18/10/2008
- 05/10/2008 a 11/10/2008
- 28/09/2008 a 04/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 14/09/2008 a 20/09/2008
- 07/09/2008 a 13/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 24/08/2008 a 30/08/2008
- 17/08/2008 a 23/08/2008
- 10/08/2008 a 16/08/2008
- 03/08/2008 a 09/08/2008
- 27/07/2008 a 02/08/2008
- 20/07/2008 a 26/07/2008
- 13/07/2008 a 19/07/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 08/06/2008 a 14/06/2008
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 18/05/2008 a 24/05/2008
- 11/05/2008 a 17/05/2008
- 04/05/2008 a 10/05/2008
- 27/04/2008 a 03/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 06/04/2008 a 12/04/2008
- 30/03/2008 a 05/04/2008
- 23/03/2008 a 29/03/2008
- 16/03/2008 a 22/03/2008
- 09/03/2008 a 15/03/2008
- 02/03/2008 a 08/03/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 17/02/2008 a 23/02/2008
- 10/02/2008 a 16/02/2008



.: Outros sites :.

- Box do Bi
- Man in the box
- Mesa pra três
- O homem moderno
- Simples Retalhos
- Metendo o Betelho
- Casa dos Trinta
- Blog do Renan
- Blog da poetinha
- Blog do Flavitcho
- casa dois


.: Votação :.

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


.: Visitantes :.

.: Créditos :.

Dream Melody Layouts
template by cecis




COISAS QUE EU SEI

 

Sou branco e super a fovor da miscigenização. Gosto de cores. Adoro preto, azul, rosa e verde. Sou católico mas acredito em destino, lua, estrela e na minha sorte. Sou atento com os outros e meio desatento comigo.

Mudo de humores dificilmente, mudo mais fácil de amores. Enjôo de coisas e não de pessoas. Tenho poucos, incríveis, grandes, incondicionais e verdadeiros amigos e não os trocaria  por nada nem por ninguém.

Gosto de mudar de cenários. Apartamento, carro, mesa, sala, acho que a vida fica melhor assim.

Ativo, passivo, versátil, para mim são só palavras. Sexo tem que ser por inteiro assim como amor.

Acredito em lealdade, companheirismo, dedicação, mas ainda luto com minha testosterona quando o assunto é fidelidade sexual.

Gosto de Madonna, de Ana Carolina, de Marina, de Amy Winehouse, de Rick Martin, de Bon Jovi e Jota Quest.

Adoro ler. Já li Joyce, Frans Kafka, Maquiavel, Adriane Galisteu e Bruna Surfistinha...se aprende com tudo e mesmo a pior porcaria nos ensina alguma coisa.

Gosto de sol, mas me divirto muito no inverno. Curto ficar pelado, mas adoro me vestir bem para sair.

Acredito que amigos são tesouros e companhias são escolhas. Não tenho medo de ficar sozinho, tenho medo de ficar ocioso. Me julgo, me culpo, me xingo, mas não me trocaria. Sou forte, mas meu coração é frágil e protege-lo tem sido difícil.

Sou formado, pós graduado e quase mestre, mas na vida  ainda falta tanta coisa para eu aprender, que não vai dar tempo de sair nem do primeiro grau.

Adoro festas, reuniões de amigos, ficar grudado com namorado, mas gosto de dormir sozinho e morar sozinho. Como diria Rodrigo, pra se entender a luz é preciso passar por muitos quartos escuros.

Sou mais de cheiro do que de gosto. Sou mais de música do que de poesia.

Viajo sozinho, vou ao cinema sozinho, faço muita  coisa sozinho, mas não me basto. Preciso de alguém do meu lado pra eu amar. Sou contraditório, ambíguo, amigo e meu pior algoz. Ainda tenho medo de avião, de ficar doente e de ficar louco. Só não tenho medo de me arriscar, de ter coragem e de correr atrás.

Sou normal, mas não sou comum. Isso deixo pros medíocres e para os demais. Seja normal, mas faça a diferença....senão será apenas mais um.  

Já conheci muita gente, beijei, trepei e me apaixonei. E acredito cegamente em amor, seja ele qual for!

Sou feliz com minhas escolhas, com meus medos e com meus fracassos.

Ainda estou longe de saber quem eu sou......não se descobre isso em apenas 30 anos, mas sei muito bem que sou a melhor pessoa que eu posso ser nesse momento. Nem mais, nem menos.

 



- Enviado por: felipe às 16h46
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________




FORBIDEN LOVE

                 

Sempre fui um cara muito romântico, de acreditar em amores possíveis, seja ele qual for. Sou do tipo que dá presente toda hora, liga, quer ficar perto, quer cuidar, transformar, modificar, enfim, acredito que amor é doação. 

 

No entanto, achava que tinha gostado de todos  os caras que tive. Mas ano passado, ao conhecer o Guto percebi que até então tudo não passava de simples paixão. Com ele era algo mais.

 

Sabe aquele amor que faz você se sentir adolescente de novo, de pensar, de olhar pro cara e achar que ele é o homem mais lindo do mundo? Sabe aquela sensação boa de achar que você achou a pessoa certa, embora tivesse todas as dificuldades e impossibilidades de levar essa história a diante? Vivi tudo isso. 

 

No começo olhava para ele e imaginava como seria tocá-lo, sentir seu cheiro, abraçá-lo, beijá-lo e logo desviava o pensamento achando que era loucura total minha.

 

Na verdade,  no fundo sentia que algo podia acontecer. Não, ele nunca deu qualquer sinal de homossexualidade, pelo contrário. Mas eu percebia que tudo o que eu falava ou fazia por ele, de alguma maneira o tocava bem lá no fundo e que nossa estória poderia ser possível.

 

Certo dia ele entrou na minha sala, estava com uma camisa rosa, sentou na minha frente para conversar sobre qualquer assunto e meu olho bateu no dele e percebi que de alguma forma ele sentia algo por mim. Não era tesão.  Era sentimento e de verdade. Da minha parte nunca havia acontecido nada igual.

 

Sonhava com  ele, não via a hora de acordar e vê-lo na empresa, de olhar pro seu sorriso, sentir o seu cheiro, ouvir sua voz............me entreguei de verdade. Esqueci de todos e de tudo. Meus amigos, sem saber de nada me cobravam atenção, já que eu só almoçava, saia, conversava, estudava e queria fazer tudo com ele.

 

Senti que não era uma atração ou uma simples paixão. Era amor. Quis dividir minha vida com ele,  o queria para mim, ao meu lado. Até que depois de algumas brincadeiras e de grande insistência minha, acabamos nos beijando de verdade. Foi  no dia do acidente da TAM, 17 de julho. Pela primeira vez na vida eu tremi, fiquei sem graça, perdi o rumo. Foram dois beijos tranqüilos, sem pegação, mas que confirmaram para mim que ele era o cara da minha vida. Louco isso, não? Sentir seus lábios, sua língua, sua pele, me encostar  nele, nossa foi tão incrível, que nada, nada mais valia a pena. Largaria tudo para ficar com ele, sem pensar duas vezes.

 

Não passamos disso. Ele tinha medo, embora tenha dito que até pensou em ter algo comigo. Não sei, já se passaram alguns meses e até hoje não entendo se ele não quis de fato, se teve medo, se chegou a sentir algo mesmo por mim, já perguntei, mas sempre foi tudo muito difícil. Às vezes ele me respondia que tinha medo, outras que não queria, outras que não sabia, não sei ao certo se um dia entenderei o que de fato aconteceu entre a gente.

 

Ficamos algumas outras vezes. Oito vezes ao todo. Numa das últimas, na festinha de despedida que fizemos, foi a única vez que senti que ele também estava gostando de ficar comigo de verdade, mas que como por um encanto no outro dia tudo voltou a ser como era.  

 

A última vez foi na véspera do meu aniversário, quando pedi um beijo de despedida e resolvi implorar para ele pelo menos tentar ficar comigo.

 

Foi foda esses meses todos. Ao   mesmo  tempo que sentia que ele queria ter algo comigo, suas atitudes às vezes me punham em  xeque. Hoje já estou melhor, mas ainda não entendo algumas coisas. Meu coração ainda sente muita falta dele, de tocá-lo, de abraçá-lo, mas a vida tem caminhos muito desiguais. Não acredito mais que teremos alguma coisa. Sempre acreditei. Hoje não mais. Passei natal e reveillon  só pensando nele e como será complicado dividir com ele esse ano novo, já que continuamos na mesma empresa.

 

Se me perguntarem se espero que ele volte, se tenho esperança de viver alguma coisa além, hoje não mais. Acredito que  de fato fui para ele apenas uma curiosidade. Já quis saber se ele já pensou em mim estes tempos, se sentiu a minha falta ou até se pensou em ficar comigo depois de tudo que passamos, mas não adianta mais perder tempo com esses pensamentos, porque isso eu nunca vou saber. A página se virou, a mágica se desfez, a noite virou dia e nossos caminhos tomaram rumos diferentes... ficou lá trás, guardadinho no canto em que só tem espaço para ele.

 

E como eu sempre disse para ele, se depois de tudo isso que passei eu ainda sinta sua falta,  só fica uma pergunta: se isso não é amor, o que mais pode ser?



- Enviado por: felipe às 11h09
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________




TIPOS DA NOITE

Parte 1

 

 

Não que nós, meninos bem nascidos,  bem criados e bem educados façamos cassação na noite, muito pelo contrário hehehehehe, mas às vezes é bom pegar os amigos, colocar no carro e dar uma voltinha para ver os tipos.

 

E, depois de alguns anos de noite, passamos a identificar tipos bem conhecidos, aqueles que não precisamos procurar muito  e que estão sempre aí.

 

São eles:

 

O CARONA

Sabe quando você chega num barzinho com dois, três amigos e sempre tem um carinha que fica paquerando qualquer um da mesa? Pois bem, esse é o carona. O carona é aquele que depois dali quer dar uma esticadinha na festa que tá bombando ou então que quer ir pra boate a todo custo, mas precisa de uma carona para chegar até lá,  entende?!

Então ele sempre lança essa conversa: “ tipo, você vai depois daqui para festa????”

Você responde: “ to pensando se vou e você vai?

Aí ele solta a fatal da noite: “ ah, tipo, to muito afim, mas meus amigos não estão querendo e como vim com eles fica difícil né....to no carro deles....”

Depois dessa é só convidar para ir junto e deixar rolar a festa.

Tipo esse muito comum e de fácil acesso.

 

O CARÃO

 Quem nunca fez carão na festa, na boate, na piscina? Pois bem, o carão é aquele fácil de identificar também. Quase sempre é o mais bonito ou o mais desejado do local, se não for os dois ao mesmo tempo. E ele tem consciência disso e por isso faz o tipo tô nem ai.

E, nada melhor do que ficar com o carão do lugar se você tiver sorte. Faz bem pro ego, pros amigos e, se depois ele não tiver conteúdo algum fica apenas para currículo.

 

O PSEUDO-HETERO

Esse é o melhor, mas de difícil identificação à primeira vista. Pode-se encontrar na academia, em uma roda de conhecidos, no trânsito e por que não, até na boate.

Sempre as mesmas características: machinho, bonito, voz grossa, mas que no fundo a gente sabe do que eles gostam.

Você olha, ele retribui, passa de novo, até que dá para trocar umas idéias.

A frase fatal para identificação é sempre essa: “ Pô cara, nunca sai com outro cara antes, é meio embaçado, mas vamos ver né. E outra coisa: Tenho namorada e tem que ser no sigilo senão complica.”

Aí, a gente que já rodou um pouquinho finge que acredita, manda um Cazuza de boa, afinal mentiras sinceras nos interessam e deixa rolar. Com certeza sempre vale a pena.

 

Bom, elencarei outros depois em um novo post.

Apenas posso dizer que já peguei os três tipos acima e fui pego pelos três também hehehehehe.

E como diria um amigo meu: não importa o tipo, importa o prazer que ele proporciona.

 

 

 



- Enviado por: felipe às 14h58
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________




CHARADAS

 

Quem nunca teve um caso, namoro, relacionamento, ou o que seja, mal resolvido que atire a primeira pedra. Comigo não é diferente. Quando tinha meus 23 anos conheci aquele que achava que seria o grande amor da minha vida. Quem acompanhava meu blog antigo sabe bem do que estou dizendo.

 

Pois bem, tivemos uma história complicada. Nos conhecemos em um momento errado de nossas vidas. Fazíamos a mesma faculdade,  mas em anos diferentes. Naquela época acreditava que nunca mais gostaria de alguém como eu gostava dele. E o duro é que ele nunca fez nada para merecer tudo isso, pelo contrário.

 

A história é longa e não vou me repetir, até porque não vale a pena o começo se o final te se mostrado mais interessante. Sempre disse que após a nossa separação traumática (o peguei com outro cara em uma festa) e depois de algumas recaídas, prometi para mim mesmo que ele estava riscado do mapa, mas tinha certeza que ele me procuraria de novo.

 

Na época meio com dor de cotovelo dizia que nunca mais queria vê-lo, mas no fundo queria saber se ele pensava em mim ou se me procuraria. O tempo passou, nos encontramos casualmente algumas vezes devido a nossa profissão, mas nunca mais conversamos e ele também nunca me procurou e aquilo que eu sentia foi de alguma maneira acabando.

 

Eis que ele ressurgiu ano passado. Me mandou um email dizendo que passava em frente ao antigo prédio em que eu morava e pensava em parar, mas nunca parou porque não sabia se eu estava ou não em casa.  Quando li, pensei: sabia! Um dia ele me procuraria. Era uma certeza que tinha se concretizado. O que de fato ele está querendo eu não sei. Sei apenas que não é o que eu quero, isso eu garanto.

 

Não respondi. Ele me mandou outro me chamando para almoçar. Recusei. Fiquei sabendo por alguns amigos que ele está mais bonito, mais magro, mais bem cuidado. Não me interessei. Acredito que o encantamento de fato acabou.

 

Mas não vou mentir. Ficou ainda uma vontade louca de dizer para ele algumas coisas que não disse há 6 anos. Mas um dia eu digo. Mesmo que no fundo eu não diga nada e apenas faça uma Kelly Key no pensamento:  baba baby. Já terá valido a pena.

 



- Enviado por: felipe às 18h48
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________




REINICIALIZANDO

Durante um período compreendido entre 2003 e 2004 tive um outro blog chamado Fatos e Relatos onde eu contava fatos acontecidos com um jovem bem sucedido, formado, educado e gay. Eram as minhas histórias, o meu momento e teve uma repercussão incrível. Conheci gente muito legal e que mantenho contato até hoje. Resolvi parar de escrever pois a falta de tempo não permitia tal hobby.

Hoje resolvi escrever novamente e mostrar um pouco de um mundo que acredito e sei existir. Quero retratar não só as histórias que acontecem comigo, com meus amigos, mas trocar opiniões, idéias e quem sabe chegar em alguma conclusão, por pior que ela seja.

Ainda sou novo, tenho 30 anos e sei que uma vida inteira pela frente. Li alguns blogs que me inspiraram a voltar, exemplo: man in the box, box do bi (meu amigo lukas) entre tantos outros.

Sempre me questiono muito e me indago até onde vai tudo isso? até onde vai o nosso amor, até onde vai as nossas putarias, até onde poderemos ir? Quem sabe a gente consiga trocar essas respostar por aqui?

Portanto, entrem e fiquem a vontade. Afinal, tenho e temos muito o que declarar.

Sejam muito bem vindos.

 

 



- Enviado por: felipe às 12h54
[ ] [ envie esta mensagem ]

_________________________________________